Sala estilosa e personalizada, com Caique Loppes

Fotos: Acervo pessoal Caique Loppes

Caique Loppes formou-se em arquitetura pela Universidade Potiguar de Natal. Atua no mercado desde 2013, quando iniciou sua carreira como estagiário na construtora Ecocil. Em seguida, integrou a equipe do Studio Poliana Pinheiro. Em 2016, inaugurou seu próprio escritório, que tem como foco o mercado de arquitetura e design de interiores.

O arquiteto Caique Loppes 

O projeto desenvolvido por Caique foi projetado para atender um jovem artista plástico que não tinha medo de ousar. Com isto em mente, o arquiteto pode dar vazão à criatividade, o que resultou em um ambiente único e com muito estilo. 

O destaque evidente fica por conta de uma das paredes, que recebeu a arte bastante expressiva, feita em parceria com outro artista plástico, Victor Bulhões, e que remete a figura feminina, como centro da vida.  Na parede lateral, os quadros grandes ocupam todo o espaço, complementando a expressividade e fazendo com que, para onde quer que se olhe, seja possível perceber que o espaço é repleto de identidade. Todas as peças são da Moldura Minuto. 

            Com o projeto, Caique reafirma a percepção de que, com planejamento e os itens certos, mesmo em ambientes menores é possível projetar um décor expressivo, com objetos e intervenções que compõe de forma harmoniosa com o contexto geral. Este é o ponto chave do projeto: a vivacidade da decoração proporcionada pela arte mesmo em um ambiente pequeno.

            O espaço foi projetado com a finalidade de receber pessoas, portanto, o sofá espaçoso e a poltrona são também itens fundamentais, escolhidos convenientemente.  Os itens que compõe um mini bar complementam a ideia de socialização no ambiente.

            Para deixar a sala ainda mais personalizada, a iluminação foi pensada de forma que seja possível a brincadeira com os cenários, mudando o foco e intensidade da luz.

            As cores também aparecem pontualmente nos pufes e almofadas. A opção de empregar tons mais vibrantes nestes itens não foi por acaso, a ideia é aproveitar a facilidade com que é possível trocar esses elementos de tempos em tempos.

A mescla de texturas e materiais é outra marca do projeto, afinal, a ousadia não era um problema. Repare no tapete central, que recebeu como complemento a pele de animal.

Com o projeto de Caique, percebemos que não há limites para a criatividade e expressividade, quando não há medo de ousar. Assim vemos um espaço exclusivo e cheio de personalidade.

Inspire-se! 


Loading...

Carregando...