CASACOR 2019: Conheça o projeto Sala íntima, com Paulo Azevedo

Fotos do Projeto: Ale Disaro

Paulo Azevedo é formado em Arquitetura e Urbanismo, pela Mackenzie e pós-graduado em Design Luminotécnico e Design Contemporâneo pelo Instituto Europeu de Design. Além disso, é especializado em Espaços Expositivos pelo Instituto Europeu de Design de Barcelona, na Espanha.

“Admiro vários decoradores contemporâneos, mas me inspiro mesmo é nos mestres do passado” diz o menino de Ribeirão Preto, que apesar de contar apenas 29 aninhos já acumula sete edições da CASACOR na bagagem. O baby com vocação meio dândi cita mestres como o francês Vincent Darré e o inglês David Hicks e faz uma mistura de difícil execução, mas, com efeito colorê, afinado, culto e elegante.  (Trecho retirado do texto escrito por DECORNAUTAS – Allex Colotonio e André Rodrigues –, sobre CASACOR 2019). 


O Arquiteto Paulo Azevedo 

             Para marcar sua sétima participação na CASACOR 2019, o arquiteto Paulo Azevedo desenvolveu o projeto “Sala íntima”: um cômodo repleto de referências, cores, texturas e história.  Cada elemento do ambiente busca reafirmar a identidade da cliente idealizada, uma mulher madura, na faixa dos 40 anos, amante da moda, do design e da ate. 

         Elementos estéticos tradicionais são alguns dos destaques do projeto, que traz o forro das paredes em veludo de algodão verde acinzentado e as portas de desenho clássico executadas em carvalho ebanizado. Assim, a ideia de sobriedade e tradição se contrasta aos móveis de design moderno e contemporâneo, como a poltrona modernista em fibra de vidro do designer Percival Lfer.


        Outro ponto interessante é a enorme janela que clareia o ambiente todo, abraçando o sofá de leitura repleto de almofadas que compõem um interessante mix de estampas e texturas.

         Os quadros aparecem como complemento ideal do espaço. São utilizadas diversas peças com molduras e temas variados, o que combina perfeitamente com a mistura forte e de personalidade do ambiente.   


“Gosto muito de quadros, acredito que é possível criar uma história através deles. Com diferentes artistas e variadas maneiras de posicionar as peças é criada uma personalidade única, possibilitando uma narrativa também peculiar”, diz o arquiteto. 

          Todas as molduras foram feitas pela Moldura Minuto e algumas imagens são do acervo MM.


          No projeto ainda temos, enquadrado em um grande nicho espelhado, o bar arranjado sobre uma mesa vestida por um rústico tapete Kilim. O contraste entre a rusticidade do tapete e o brilho do espelho, estabelece uma brincadeira equilibrada de texturas. A fotografia contemporânea sobreposta ao espelho do bar reforça esse contraste.



            Na direção oposta ao bar, a escrivaninha em laca cor de pergaminho compõe um local ideal para estudo e esboços. A mesa, de linhas retas e puras, acomoda uma elegante cadeira de escritório da década de 70 em acrílico transparente. Defronte a ela, uma cadeira de birô em madeira do século passado  mais uma vez reforça no ambiente a ideia da decoração com memória afetiva.

          A atmosfera do projeto tem um perfume da década de 70 e 80, que complementa perfeitamente a base clássica e tem como resultado um projeto atemporal e neutro, com despretensiosas pinceladas de cores, texturas, e formas.

“Para cada nova proposta, é preciso absorver a cultura, referências locais e particularidades do lifestyle dos moradores - tudo isso vem sempre de mãos dadas à memórias afetivas. É como trazer ao plano material sensações, momentos e sentimentos através da arquitetura e da decoração”, conta Paulo Azevedo. 

         O projeto, além de uma grande inspiração, é o reflexo de um novo tempo, onde não existem regras específicas para se decorar e, principalmente, onde nossas particularidades estão estampadas também no espaço que nos cerca, tornando-o único e especial. Inspire-se! 




Loading...

Carregando...