Decoração sob medida para o bolso do cliente

O setor cresceu quase 500% nos últimos dez anos. O faturamento global das empresas em 2014 subiu 17% e chegou a R$ 7 bilhões

Muito além da estética, uma decoração de bom gosto ajuda a valorizar o imóvel, criando ambientes harmônicos e funcionais. De quebra, pode ser excelente fonte de renda para novos empreendedores. O mercado de decoração molda o lucro das franquias, com toques de fino acabamento.

Segundo a Associação Brasileira de Designer de Interiores (ABD), o setor cresceu quase 500% nos últimos dez anos. Só em 2014, o faturamento global das empresas subiu 17% e chegou a R$ 7 bilhões.

O que antes era restrito a uma parcela pequena da população vem ganhando cada vez mais atenção da classe média. De olho nesse público, as franquias de casa, decoração e presentes tratam de expandir seus negócios e são vistas hoje como o canal de vendas mais lucrativo por fabricantes de móveis e artigos de decoração, aproximando a marca dos consumidores. Espelhos, luminárias, vasos e quadros também ganham destaque neste mercado, sem contar os projetos de paisagismo.

Fundada há 15 anos, a Moldura Minuto é um exemplo dessa demanda crescente. A rede desenvolveu soluções especializadas em emolduramento rápido, quadros e decoração. Com mais de 70 unidades franqueadas no país, sendo quatro no Rio, oferece 400 modelos de moldura, que enfeitam desde pequenas residências até grandes empresas. Em apenas uma hora, espelhos, telas, gravuras, fotos e pôsteres ganham cara nova.

TENDÊNCIAS Hoje a empresa conta com um designer de quadros — profissional que desenvolve as tendências do segmento. Os funcionários passam, a cada dois meses, por reciclagem de treinamento válida para todas as unidades da rede, abordando questões sobre controle de qualidade, processos de gestão, marketing e vendas.

Na contramão da crise, a empresa prevê crescimento de 30% para o ano que vem, o que inclui novas unidades no Brasil e no exterior. O franqueado deve dispor de pelo menos R$ 190 mil para o investimento inicial. O faturamento médio é de R$ 50 mil mensais (lojas de rua) e R$ 70 mil (shoppings). O prazo de retorno do capital chega a 24 meses.

As marcas de iluminação também têm brilhado com intensidade no mercado de decoração. Que o diga a La Lampe, empresa fundada em 1985 por dois designers. Fugindo do padrão das lojas da época, nas quais o conceito de iluminação se resumia a lustres e abajures, a marca inovou ao integrar a iluminação à arquitetura. Além disso, oferece soluções completas, que envolvem desde o projeto à instalação final.

O mix de produtos é voltado para o consumidor que se interessa por design, valorizando modelos nacionais e importados. Os preços variam de R$ 332 (lustre Beltrano) a R$ 27.204 (lustre Bolshoi Moscow). Os planos de expansão da empresa contemplam pequenas cidades. A rede, que administra 14 lojas, planeja abrir unidades chamadas de mini-shops, com 40 metros quadrados de área, que vão exibir os seus modelos campões de venda.

Este mês, a empresa inaugura o sistema de vendas pela internet, com investimento de R$ 2 milhões. O e-commerce vai incluir os produtos tradicionais da marca e projetos de iluminação. Para o franqueado, é necessário investimento inicial de R$ 450 mil, incluindo taxa de franquia. O faturamento esperado de cada loja varia de R$ 300 mil a R$ 900 mil, dependendo da região. O prazo de retorno é de dois a três anos.

No segmento de móveis, as franquias também buscam um filão lucrativo. A Saccaro, por exemplo, vai completar 70 anos sem dar sinais de cansaço. FILÃO LUCRATIVO Fundada em 1946 por Albino Saccaro, na cidade gaúcha de Caxias do Sul, a empresa surgiu da paixão do empresário pela arte do vime, produzindo cestos e empalhando garrafões de vinho. Esta antiga tradição italiana inspirou o desenvolvimento dos produtos da marca.

Com o tempo, a empresa diversificou sua produção e passou a investir no setor moveleiro.

O design e a inovação dos seus produtos logo conquistaram o mercado e permitiram que a empresa ampliasse seus horizontes. Hoje, a marca reúne um mix de mobiliários residenciais e comerciais que contempla todo o tipo de ambiente.

Presente em mais de 60 endereços, a rede tem 24 unidades franqueadas no Brasil e três no exterior (Cidade do México, Miami e Santa Cruz de La Sierra). Também conta com 17 galerias espalhadas pelo país e outras 22 no exterior.

O investimento inicial na franquia é de R$ 700 mil, considerando área mínima de 500 metros quadrados. A projeção de faturamento chega a R$ 250 mil, em média. O prazo médio de retorno do investimento é de 24 meses.
Fonte: O Globo

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *